O NAZISMO COMO MOTE PARA “HISTÓRIAS ALTERNATIVAS”:

Resumo

Desde o final da Segunda Guerra Mundial, o gênero chamado de histórias alternativas vem ganhando destaque nos mais variados meios de comunicação – Literatura, cinema, televisão, revistas e internet. E se Jesus tivesse escapado da crucificação? E se os nazistas vencessem a Segunda Guerra Mundial? E se a Revolução norte-americana não tivesse ocorrido? Perguntas como essas fazem parte do mote das histórias alternativas que, em suma, perguntam como o mundo poderia ter sido diferente se determinados acontecimentos “chave” da história da humanidade tivessem um resultado diferente. Desde a década de 1990 esse tipo de produção cultural tem ganhado espaço no mundo acadêmico inglês, alemão e norte-americano como fonte para monografias, dissertações, teses e ensaios históricos. O presente artigo, portanto, investiga essa produção cultural, explicando a sua função na sociedade, as suas características, e sua ligação com a memória e com o presente.

O NAZISMO COMO MOTE PARA “HISTÓRIAS ALTERNATIVAS”: Possibilidades de seus usos como fonte histórica.